1 comment



Curiosidades do dia:

1- O consumo de droga é mais frequente entre os jovens que saem à noite e o haxixe vendido em Portugal é o mais barato da Europa segundo o Relatório Europeu da Droga e Toxicodependência

2-Pornografia Panda os panda machos não são muito virados para a rambóia, pelo que a espécie está em vias de estinção. Daí que uns cientistas chineses tenham resolvido mostrar aos pandas filmes onde pandas acasalaram, e não é que a pornografia panda resultou?

Francisco Reis
2 comments


Bond é bom

Daniel Craig foi criticado por ser pouco corajoso durante as filmagens, Craig tem o direito de se proteger e se existem duplos é para as cenas que são perigosas para os actores. Mas o queé importante aqui considerar? A coragem de Craig ou o seu talento de actor?
A considerar o talento Craig está mais do que apto a para o papel de 007, Craig tem uma interpretação bastante boa e para já entra de rompante parao segundo lugar no ranking de Bond´s olhando para cima e vendo apenas Sean Connory, mas Connory fez mais filmes do que Craig.
Craig não se adaptou ao filme, o filme é que se adaptou a Craig. Temos um Bond com menos acção e bem mais psicológico, um filme onde a personagem Bond tem mais importância do que os gadgets. Mas calma, um Bond é sempre um Bond e não faltarão explosões, tiros e carros.
Em suma um Bond dos bons com boa interpretação e sempre com o cuidado subtil de ser um barómetro da situação geo-política actual.

Francisco Reis

Astros da bola

3 comments

Di Stefano-A flecha loira

Alfredo Di Stefano nasceu em 1933 em Buenos Aires filho de imigrantes italianos.
Fez parte de uma grande equipa do Real Madrid que contava com Gento e Puskas entre outros.
Jogou no River Plate e no Huracon da Argentina, nos Milionarios da Colômbia e no Real Madrid e no Espanyol de Espanha.
Di Stefano ganhou 2 ligas argentinas, 4 colombianas, 8 espanholas e 5 Ligas dos Campeões.
Como treinador venceu a liga argentina pelo Boca Juniors e River Plate e a liga espanhola pelo Valência tal como a Taças das Taças pelo mesmo clube.
Di Stefano é tido por muitos como o melhor jogador de sempre. Hoje em dia é presidente honorário do Real Madrid.

Francisco Reis
16 comments

DN- Introdução histórica

Este vosso modesto blogger após o curso completo está a cumprir um estágio no Diário de Notícias, o mais antigo jornal do país e que actualmente vende 100.000 exemplares por dia.
Parece-me então pertinente explicar a revolução que O DN veio trazer no ano de 1900.
O DN foi o 1º jornal acessível a todos pois custava 10 réis; tinha uma linguagem ao alcance da percepção de todos democratizando a leitura do jornal.
O DN veio trazer um novo estilo de jornalismo apostando em noticias curtas de fácil leitura e em flashes, apostou na noção de ir para a rua buscar a notícia popularizando a figura do repórter e popularizando o género reportagem.
O DN destacou-se também por ser independente ideologicamente. O DN foi também o 1º jornal em Portugal a perceber a importância da publicidade criando uma página de publicidade que pagava o jornal.
O DN deve muito a Eça de Queiroz pois muitos jornais foram comprados para ler os romances folhetins de Eça, a introdução do romance folhetim foi uma inovação do DN.
Quanto á venda o DN também inovou, vendeu o jornal em banca e não por assinatura e deu azo á figura do ardina.
Mais tarde o DN introduziu em Portugal rotativas idustriais, a fotografia e a cor.

È melhor viver da esperança que da saudade,
é preferìvel à recordação do passado a confinça no futuro

DN, 01-01-1900
1 comment
Post dedicado a Salim, no sul está um pouco do meu norte


Entre os teus lábios
é que a loucura acode,
desce à garganta,
invade a água.

No teu peito
é que o pólen do fogo
se junta à nascente,
alastra na sombra.

Nos teus flancos
é que a fonte começa
a ser rio de abelhas,
rumor de tigre.

Da cintura aos joelhos
é que a areia queima,
o sol é secreto,
cego o silêncio.

Deita-te comigo.
Ilumina meus vidros.
Entre lábios e lábios
toda a música é minha.


Eugénio de Andrade
No comment yet

Fim do jogo para o Major Galopante

Morreu no fim da semana passada Ferenc Puskas Biró, em Budapeste vítima de complicações respiratórias.
Puskas não sobreviveu a uma pneumonia mas já estava internado num hospital da capital húngara há seis anos.
Puskas é o sexto melhor jogador de sempre da história do futebol e ganhou tal mérito graças ao seu poder de fogo e velocidade estonteante, e claro pelos imensos titulos que ganhou.
Puskas nasceu a 2 de Abril de 1927 e jogou até aos 29 anos no Honved, clube do exército húngaro. Com a revolução húngara Puskas mudou de país, os clubes italianos acharam-no demasiado velho e o destino de Puskas foi o Real Madrid.
E foi de branco que se tornou um mito, numa equipa que tinha Gento, Di Stefano ou Kopa , Puskas venceu 5 ligas espanholas e 3 ligas dos campeões( a juntar a 4 campeonatos pelo Honved).
Sobre a sua morte diz Kopa que se perdeu o melhor e que Puskas era o seu ídolo, já o presidente honorário do Real, Di Stefano diz o delantero húngaro era ainda melhor pessoa do que jogador.
Puskas marcou 1176 golos em 1300 jogos na sua carreira.
Partiu um dos melhores.

Francisco Reis

PS: já ontem tinha escrito um post sobre Puskas mas nem sei como apaguei-o...
.
No comment yet

Saramago- Pequenas memórias

O novo livro de José Saramago chama-se Pequenas memórias mas após ler o livro posso afirmar que em Saramago nada é pequeno. A escrita e a vida de Saramago são grandes.
Deliciosos pormenores de uma vida em que os mesmo mais simples episódios são contados com uma poesia e com a recordação de um infante que já o não é.
Obrigatório ler.


Francisco Reis