Spark

1 comment

A minha amiga banda Spark gravou hoje a sua maquete, em breve irão ouvir falar dela. Está fecundado o óvulo do sucesso!

Francisco Reis

Anatomia de um pseudo-desatre- Campeonato da Europa de sub-21

1 comment

Portugal é o anfitrião do campeonato da Europa de sub-21 deste ano. Tem uma equipa composta por campeões como a estrela Quaresma ou o trabalhador Meireles, tem tecnicistas como Moutinho e Nani, tem velocistas como Varela ou Vaz Te, tem goleadores pelas equipas nacionais como Almeida e Lourenço e, para ajudar ainda naturalizou á pressa PALOP`s para ajudar como Rolando e Nélson. Portugal tem o apoio de um público eufórico desde 2004 e um treinador experiente.
Portugal tem tudo isto mas perdeu os dois primeiros jogos, O que falhou?
No primeiro jogo o que falhou foi Mavuba, Sinama-Pongolle ou Toulalan não seram portugueses; a França é e foi de facto melhor equipa ainad que tenha marcado num lance de sorte. A França é melhor mas as jovens quinas não jogaram o suficiente para empatar, muito menos para ganhar. A nossa equipa estava perdida e cansada...Que desconsolo.
No segundo jogo falou-se numa recuperação em grande, Portugal ganharia facilmente á Sérvia e Montenegro ( um país que vai voltar a ser dividido, cuja estrela Vucinic está lesionada e cujos centrais titulares andaram á pancada no dia antes do jogo) e tudo ficaria bem. Errado! Portugal convencido e distraído perdeu com justiça por 2-0 e o keeper Bruno Vale foi o melhor em campo.
Agora esperemos que o mes de Maio traga mais um milagre e que Portugal vença a Alemanha por 3-0 e a França ganhe á Servia.....VAmos acreditar em São Quaresma!

Porque está Portugal a falhar?

1- A imprensa fez de Portugal campeão antes do campeonato começar
2-Cansaço num campeonato que começa pouco depois do terminus das provas caseiras

Francisco Reis

O regresso digital mais esperado- Shrek III

No comment yet

Alegrem-se os fans de Shrek, o ogre mais verde e mais famoso do mundo regressa em 2007 para mais 2h horas de pura paródia!

O ministério do Amor

No comment yet
Lávem os ministros
ao fim do dia
com as suas pastas na mão
lá dentro
estão os processos:
ela pensa em mim?
ele quer-me de volta?
pendentes os processos
do coração burucrático

Acontecomento- Capas ao ar

4 comments
Sábado foi dia de Benção da fitas. Muitos estudantes como eu assistiram com emoção á ceromónia que indicia o principio do fim da vida académica.
Pelas 9 da manha , nervosos e compostos lá iam chegando ao Campo grande os novos doutores de Portugal, a tradicional capa preta mostrava o luto pelo fim dos dias de companheirismo, foram muitos os dias de suor em volta dos livros e mais ainda as piadas nas aulas e no bar, ficarão para tras em breve amigos e conhecidos engolidos pela cruel ordem natural da vida.
Cantando e fardados marchamos rumo á Alameda das Universidades que parecia ser um campo a conquistar, com o nervo a fazer a pele chorar seguimos os nossos estandartes cantando com orgulho as cançoes da nossa universidade.
Abanando com orgulho a pasta das fitas sinceras mostramos orgulho em nós e nos nossos. Chegou ao fim o curso mas a memoria não termina. Entre nós seremos sempre aqueles miudos que se viram no 1o dia de aulas do 1o ano, daqui a muitos anos já com filhos, com menos cabelo e mais barriga continuaremos a ser entre nós os miudod que gozaram com professores e que mandamos na universidade.
Naquela benção ficaram caídas todas as fitas de circunstancia e todos os colegas, em frente e no peito continuam abençoados todas as fitas que fazem dos olhos um rio e todos os amigos que fazem de nós eternios miudos com cábulas de riso e gargalhada.

Francisco Reis

Poema

4 comments
cada beijo dado
é um momento
eterno para a alma
fugidio para Kronos
mesmo que o ponteiro
permita a certos beijos
pararem o relógio
a pimenta que adoça os meus poemas
sabe vir da secessao vienense
eterno beijo de 1908
klimt
sabia que só
num fundo de ouro
um beijo de mulher é platina
mas eu
poeta simples
que não tenho ouro nem mulheres
como Gustav
pinto com uma pena
uma musa tão elevada
que o seu beijo
o usa não nos misteriosda boca
mas no saco que o ombro carrega
e esse beijo de pano branco
pertence ao ombro d`
a jovem
que pintou poemas na tela da minha imaginação
um poema é um beijo sem boca

Francisco Reis

Cinema- O novo Mundo

No comment yet
Terrence Malick é o filosofo do guiao e o poeta da imagem. Não há no mundo do cinema ninguem como ele, Malick parece ser um alien aterrado no meio do actual cinema da pipoca.
A historia parece pouco importar, o que fica são os monologos das personagens em busca do sentido da vida, o que fica são planos da Natureza e longas cenas onde o espectador se descalça e vai brincar an relva com os indios.
Mas há historia, os coloniadores ingleses descobrem um novo mundo e um capitão ingles apaixona-se por uma princesa india. Aproximação a lenda de Pocahontas será simplista dizer que é apenas um filme de época, que será um romance ou sequer encaixar este filme em qualquer género. Novo mundo é do género Malick, um género a parte.
Um dos melhores filmes do ano, a não perder!

Cinema- Da vinci Code

No comment yet
O Código Da Vinci perde-se no caminho entre o livro de Dan Brown e a camera de Ron Howard. Howard torna um livro de sucesso, actores galardoados e um orçamento de milhoes num filme muito fraco, daqueles que se ve uma vez e se quer esquecer.
Os que leram o livro sentirão mais fundo a desilusão os que não leram perderão a vontade de ler. O filme arrasta-se por mais de duas horas apertando e espartilhando a historia.
O erro mais grave é insultar a inteligencia do espectador, não há suspense nem oportunidade de o espectador desvendar os sucessivos misterios cada cena obedece a regra simples e simplista de por um problema e no momento seguinte resolve esse problema. O espectador de um filme de misterio quer descobrir, quer testar-se e no Codigo Da Vinci o unico teste ao espectador é saber se aguenta o filme até ao fim...
Perdeu-se a oportunidade de fazer um bom filme, Tom Hanks está perdido tal como todo o elenco sendo Ian McKellen o unico desempenho aceitavel.
Este filme é uma perca de tempo mas o que se esperava com Ron Howard ao volante de tão potente bomba?

Olá

4 comments
O meu nome é Francisco Reis e neste espaço virtual escreverei todos os dias na esperança de ser lido e de poder discutir a actualidade.
Farei criticas de cinema e musica, falarei de futebol, escreverei poesia, aconselharei cultura e direi piadas. Dá-me prazer escrever e espero que vos de algum prazer ler-me.

PS: quero agradecer aqui a João Dias, que me apresentou o mundo dos blogs e que me fez este blog, o João para além de bom escritor e melhor amigo é o futuro do blog em Portugal