Cinema

1 comment
A magia no cinema, a magia do cinema


Quem viu o filme o Ilusionista e gostou como foi o meu caso sentirá (eu senti) curioidade de ver o filme sobre ilusionismo que ontem se estreou-O terceiro Passo(The Prestige).

E quem vir o Terceiro Passo perceberá que está a ver um filme dez vezes superior ao Ilusionista, melhor argumento com uma fabulosa história e se não tem melhores actores tem pelo menos melhores interpretações.

O filme começa com a sua frase mais elucidativa: "olhem com atenção" e de facto olhem porque por muitas voltas que o filme dê ( e dá muitas) bsta ter atenção e no fim todos exclamamos: Claro!

A acção gira em torno da rivalidade entre dois ilusionistas e a invenção de truques cada vez mais espectaculares para ser o melhor. E o espectador não percebe (só no fim) que não há só ilusão, há também a magia da ciência.

Referência interesante a Thomas Edison a ver e a ir ler depois para perceber. Eu tive boas aulas de cinema não preciso, portanto apanhei a referência a Edison.

Nos actores a magia impera. Piper Perabo e a mais sexy e das melhores actrizes da actualidade Scarlett ( é preciso escrever o sobrenome?).

Nos homens seguro e charmoso reina Michael Cane(73 anos e que fez o seu 1º filme há 50anos em Portugal), os dois mágicos Cris Bale( o Hulk) e Hugh Jackman ( Wolverine em X-Men) estão à altura da magia do cinema e, depois vindo do nada no meio do filme a classe e porte de um rei: David Bowie himself a ter uma interpretação electrica.

Um filme sobre magia? Sobre ilusionismo? Sobre rivalidade? Não esquecendo que o cinema é arte de mostrar uma coisa e o espectdor perceber outra a minha aposta é de que este filme é sobre a natureza humana e um do seus defeitos: a ambição desmedida.

Francisco Reis

A quadrilha

No comment yet

Vou contar-vos do princípio uma história de desencontros na qual só entrei no fim.
Desde muito cedo, percebi a importância que aquelas pessoas tinham umas para as outras. Não era o simples grupo de amigos que se juntava para umas saídas à noite, ou às sextas-feiras para beber um copo. Era o grupo de amigos, a quadrilha, que se juntava à sexta-feira e aos outros dias todos à volta dos copos. À volta das tempestades em copos de água, à volta das tempestades que traziam água aos olhos. Olhos que muito riram, olhos que muito viram, que olhos eram estes? Eram os olhos azuis do João, azul como o mar que lhe batia à porta todas as férias. Os olhos verdes da Teresa, verde como o pequeno jardim de sua casa onde brincavam. Os olhos castanhos do Raimundo, castanho como o tronco de árvore onde marcavam os seus nomes a cada final de férias como contrato de volta. A árvore era o notário, a testemunha, o compromisso, a promessa. Os olhos amarelados da Maria, amarelo como cada grão de areia, cada castelo construído, em tempos em que o drama era a força do mar ou a intensidade do vento que o destruí-a. Os olhos pretos do Joaquim, preto como o escuro das noites que lhes faziam companhia nas longas conversas. Os olhos alaranjados da Lili, laranja como o nascer e o pôr-do-sol, conforme o estado de espírito.

A quadrilha- Parte II

No comment yet
Encontravam-se todos os anos, todos os Verões e sempre na Costa, no Bairro do Sol. Nenhum lá nasceu, nenhum lá cresceu, nenhum lá viveu, mas um lá morreu. Nenhum lá viveu por mais de dois meses por ano, no entanto era lá que todos se sentiam em casa. Conheceram-se há aproximadamente quinze anos. Tinham eles seis, sete, ou oito anos.
Passada a fase dos castelos, surgiu a dos príncipes e das princesas. Começaram a apaixonar-se, cresceram. O primeiro foi o João que viu em Teresa o despertar da paixão. Esta só tinha olhos para o Raimundo, que por sua vez, morria de amores pela Maria, que via em Joaquim o que Lili não via.
Do grupo do Bairro do Sol, só Lili não se apaixonou qualificando-se como o muro de lamentações dos amigos. Depois daquele verão em que os sentimentos ultrapassaram o limite da amizade, nada voltou a ser o que era. Naquele fim de Verão, quando voltaram a escrever na árvore, não sabiam se podiam cumprir a promessa de voltar. Tinham agora dezoito anos e a sua infância ficou em frente ao Bairro do sol, enterrada na praia.

A quadrilha- Parte III

No comment yet
Os seus caminhos separaram-se. O João foi para os Estados Unidos estudar gestão, sempre teve jeito para números, era sempre ele que ficava que dividir as contas dos jantares. A Teresa percebeu que amava mais Deus que Raimundo e foi para o convento, para grande espanto de todos. O pobre Raimundo, o mais radical de todos, entrou para desporto. Morreu num acidente de moto dois anos depois daquele Verão, este acidente ficou-lhes marcado. A Maria que sempre foi a mais bonita, foi para design. Pode-se dizer que tem uma carreira de sucesso, mas com tantos pretendentes, não soube escolher e ficou para tia. O caminho mais inesperado foi o do Joaquim. Perdeu-se e só se encontrou de novo no Bairro do Sol, sozinho, encostado à árvore, com uma caixa de comprimidos ao lado, depois de riscar o seu nome, ele não voltaria.Depois daquele Verão no Bairro do Sol em que o amor os baralhou, só se voltaram a encontrar três vezes. A primeira no funeral do Raimundo, no qual choraram e fizeram promessas de se ver mais vezes, por eles, pelo Raimundo. Nada fizeram. A segunda no funeral do Joaquim, redobraram as promessas entre lágrimas. Estas secaram e com elas as promessas, só mais uma vez se viram. Por fim a terceira, no súbito casamento da Lili no qual perceberam que se tinham perdido e fizeram votos de nunca mais se separarem

A quadrilha- Parte IV

No comment yet
Sim, no meu casamento com Lili. Lili casou-se comigo, J. Pinto Fernandes. Até ontem, não havia dia em que não ouvia falar no Bairro do Sol, na árvore onde escreviam os seus nomes ano após ano, e das “paixonetas” que foram bem mais do que isso. Tudo na Natureza nasce da chuva e do sol, sei que também Lili nasceu e cresceu graças ao sol que os amigos daquele Bairro lhe proporcionaram e que fizeram com que eu não pude deixar de me apaixonar por ela. Apesar das suas últimas férias no Bairro do Sol terem sido há muito tempo e das recordações já terem pó, agradeço aquele Bairro e os amigos por tudo o que fizeram pela minha Lili. Este bairro fez correr muita chuva nos seus olhos. Chuva de saudade e chuva de tristeza ou de alegria, conforme. Chuva de saudade a cada dia que passava e não os via, chuva de tristeza na morte de Raimundo e de Joaquim, chuva de alegria cada vez que se lembrava de mais um Verão.
Conto esta historia por amor a Lili que foi ontem ter com Raimundo e Joaquim a um Bairro, que espero melhor que este. Aquelas férias foram os melhores da minha vida sem sequer as ter vivido. Quanto aos amigos do Bairro do Sol, nenhum deles se esqueceu daqueles Verões, mas nenhum deles teve coragem para dar Sol aos seus Bairros. Hoje encontro-me com eles todas as sextas-feiras. Por amor a Lili. É assim que a mantenho viva.

Um modelo de balão

1 comment
Olá eu sou o João, tenho quatro anos, a minha cor preferida é o laranja e vivo na rua. A minha mãe diz que sou uma cabeça no ar e nunca tenho os pés assentes na terra. Ás vezes sinto-me preso e prestes a rebentar, não sei se é por estar a atravessar uma crise existencial, dizem que a adolescência é uma fase é que nos sentimos incompreendidos. Mas esperem, não pensem que sou precoce, eu sei que para vocês que me estão a ler, a adolescência começa aos catorze anos. Já agora, talvez seja relevante eu dizer que sou um balão.
Toda a minha vida, vivi com os meus pais. A minha mãe chama-se Mariana, é vermelha e tem a forma de um coração. Já o meu pai, chamado Simão, é amarelo e em forma de Sol. Dessa mistura nasci eu, João balão, cor de laranja e ainda ando à procura da minha forma. Tive uma infância feliz até me aperceber da difícil vida que tinham os balões. Para quê estar vivo se um dia me vão encher até rebentar? Para quê estar vivo se um dia me vão largar?
Na semana passada, o meu pai foi comprado por um turista italiano. Desde então nunca mais o vi e só recebo notícias dele, pelos balões modelo da loja Gucci aqui ao lado que vão a Roma todas as semanas. Dizem-me que está bem e a viver em casa de um menino simpático. Desde que o pai for embora, a mãe Mariana anda com falta de ar. Está tão magrinha. Diz que se me portar bem, no Verão podemos apanhar o vento das cinco e meia para o ir ver o pai, isto é, se o senhor António nos der férias.
O senhor António é o nosso patrão, já vivemos com ele há dois anos e gosta tanto de nós que não nos quer vender. Só vendeu o pai porque estava com problemas de dinheiro e sabia que eu precisava da mãe. Nós vivemos na rua, mais precisamente no Chiado, junto à Brasileira. Estamos sempre lá quer faça chuva, quer faça sol. No Verão sabe bem dormir na rua, e ver todas aquelas animações de fogo e as pessoas grandes e pequenas bem dispostas nas esplanadas a beber bebidas frescas e a comer gelados. No Inverno, com chuva, custa um bocadinho, mas o senhor António preocupa-se connosco e arranjou-nos um abrigo. Gosta tanto de mim, que quando fiz três anos ofereceu-me um fio às cores para me prender à sua mão.
Aquele dia que começou com chuva, era o prenúncio que algo não ia correr bem. Assim que vi o Adolfo, aquele miúdo gordinho vestido de preto, fiquei com arrepios. Viu-me na rua e fez uma birra tão grande que fez com que a mãe oferecesse vinte euros por mim. O senhor António cuja única riqueza era a bondade, ficou reticente e ainda tentou vender o Gaspar, o balão florescente que lhe fazia mal à vista. No entanto, Adolfo não desistia e continuava com aquele choradeira ensurdecedora. A muito custo, lá me despedi da minha mãe e fui agarrado à mão gorda daquela criança irritante. O quarto de Adolfo era uma sala de tortura para balões, tudo ali representava um perigo para mim. Desde o princípio que via pontas afiadas prestes a rebentar-me. Confesso que cheguei a preferir isso. Passado três dias, eu já fazia parte do passado e fiquei arrumado a um canto do quarto, o Adolfo tinha arranjado outro entretenimento.
Um dia Gertrudes, a empregada de Adolfo, veio limpar a confusão do seu quarto e pendurou-me na janela. Com a força do vento, fui cuspido lá para fora e voei para a liberdade que pensei já não recuperar. Andei por aí perdido e consegui ir parar de novo às mãos do senhor António, que me disse que o turista italiano que comprara o meu pai, tinha voltado para comprar a minha mãe. Fiquei sozinho com o senhor António por mais uns dias, até chegaram no final de mais uma semana, os balões da Gucci com novidades para mim de que os meus pais estavam bem mas preocupados comigo. Fiquei assustado e pedi-lhes que me levassem com eles para a semana. Para minha grande tristeza, nada podiam fazer porque o rigor da Gucci só aceitava balões brancos e pretos. Foi então que me disseram que a Benetton estava à procura de representantes balões para ir até Itália. Assim foi, no meu intervalo de almoço, fui até à Benetton que fica ali pouco abaixo da Brasileira e inscrevi-me. Eles aceitaram-me logo porque como eu ainda não tinha formas, podia-me transformar em quase tudo. Viajei até Roma, no vento das sete que é o mais rápido e procurei pela casa que os modelos da Gucci me indicaram. Cheguei a uma casa enorme, com imensos andares, com um pátio cheio de flores e com umas crianças a brincarem que nada tinham a ver com o Adolfo. Lá estavam eles á janela, o meu pai grande e redondo e a minha mãe enternecedora com um coração nas mãos como se soubesse que eu vinha. Agora estou feliz. Continuei a trabalhar para a Benetton, mas passei a ter mais cuidado com as minhas formas, o que é difícil com todas estas tentações de Roma. Porta sim porta sim há uma gelataria e a todas as esquinas uma pizzaria, um balão também não é de ferro. Em Roma cresci e encontrei as minhas formas e agora sim faz sentido voar até chegar o dia de rebentar.
No comment yet

Morreu o Padrinho da Soul

James Brown nascido em 1933 faleceu ontem em Atlanta no dia de Natal na sequência de um ataque cardíaco.

Brown é um mito da história da música ao nível de Elvis Presley e é sem dúvida nome maior e raiz dos estilos de música soul e funk que hoje em dia inspiram o Hip Hop.

Brown era conhecido para além dos seus grandes exitos pela sua postura em palco. Loucos passos de dança, rodopios e muitos gritos a dar show durantes dezenas de anos.

Ainda este ano Mr Dinamyte fez um tour mundial mostrando já em adiantada idade uma força pouco comum e uma garra que o deixará nos anais da história.

E nós até irmos ter com Brown podemos sorrir e dançar com músicas como I got you ( i feel gooooooooooooooooooooooooooooooood).
9 comments
BOAS FESTAS

O Há Normal repousa até dia 26 para férias de Natal.

Portanto meus amados leitores façam o favor de ter um Santo Natal desembrulhando com fervor as prendas, não se engasgando com as espinhas do bacalhau nórdico, bebendo bom vinho até o sofá vos acolher, comendo doces até rebentarem o cinto e, o mais importante mimem a família que têm a sorte de ter.

Digam à mãe que ela cozinha muito bem enquanto lhe beijam a testa; abracem o pai enquanto lhe dizem feliz Natal e partilhem um whiskey com ele mesmo que vos saiba mal; abracem o avô enquanto lhe falam de futebol ou do que quer que ele goste, beijem uma vez ou mais a avô e façam um ar de surpresa quando ela vos conta a história que já ouviram mil vezes; e se tiverem crianças por perto mimem-nas com mais atenção que com presentes. Façam desenhos com eles,inventem brincadeiras e sejam crianças.

Adoro prendas mas adoro ainda mais a minha família ,mais agora que estou em Lisboa e os meus pais e avôs no Alentejo mesmo tendo outros pais em Lisboa ( os meus tios).

Portanto aproveitem o Natal e já agora façam uma boa acção, embrulhem algo vosso e ofereçam a quem não tem nada. Quem sabe aquele casaco teu que já não está na moda para ti não será o casaco favorito e único para os próximos anos de alguém perto de ti.

Se lês isto percebe que o Natal é amar a família e ser religioso. Não no sentido de ir à missa mas no sentido de tirar os olhos do umbigo e ver mais além.

Feliz Natal blogamigos

Francisco Chaveiro Colaço Reis, sortudo e agradecido pela vida que tem
No comment yet
WWW.CHICALHADA.BLOGSPOT.COM Este é o novo blog que vale a pena visitar! Um jovem blog para blogocuriosos jovens! A não perder!
1 comment

"O Jornalismo é transformar o que é importante em interessante"

Carlos Magno, no programa "Alma Nostra"
No comment yet
Aborto e Joana Amaral Dias

Sou a favor do aborto. Não sou a favor que se mate um feto por razões egoístas da mãe mas sou a favor do aborto porque a mulher deve ser soberana no seu corpo e em democracia dev etr direito a escolher se quer ou não ter o filho.

Uma mulher violada amará o filho? Uma crinça mal-formada tem direito à vida mas a mulher que a ger tem direito a escolher! Caso a gravidez ponha em risco a vida da mãe não será justo a mãe escolher a sua vida.

Lê-se que às dez semanas o coração do feto já bate mas como diz Joana Amaral Dias no DN de hoje " será que às dez semanas o coração de um filho de um violador não bate?" às dez semanas.

Os que estão contra o aborto são na maioria hipócratas. Desde que a mulher não pense o aborto como um método contraceptivo julgo que me parece óbvio que a mulher manda no seu corpo.

É melhor fazer um aborto ou ver-se bébés deitados ao lixo como volta e meia se vê na TV?
No comment yet

Revista Time- Pessoa do ano

"A Pessoa do Ano é você. Você controla a era da informação. Seja bem-vindo ao seu futuro" assim fala Richard Stengal director da revista.

Elegia a uma promessa do Universo

3 comments

Quero que se cumpra a profecia. Para ela se cumprir tu terás de vir. Para que venhas terás que saber o que te farei, o que sinto e o que te farei sentir.

Farei tudo para que não sejas nada. Espero por ti e por ti espero até quando Cash esperava ( até que o Reino viesse), vou encher-te de flores porque a tua vinda vai florir os jardins negros dentro de mim onde as flores teimam em crescer para dentro da terra. Vou cobrir-te de beijos para que o teu corpo doce não sinta o frio e por fim vou deliciar-me, comer-te. Trincar cada cabelo teu, lamber cada sonho, provar cada pensamento até que a profecia se cumpra e sejas enfim a minha metade. Metade feita una e não metade feita vagabunda num mundo grande agora e pequeno depois de ti- a tal.

Sinto que te amo mais do que Romeu amou Julieta e Tristão amou Isolda. Sinto que és tudo e nada mais quero do que menos dor para mim e para ti. Sinto amor e dedico-me a ti. Não sei quem és não te vejo a cara nunca te falei nunca te vi mas amo-te. Amo-te mais do que tudo?
Que causa melhor paar quem perdeu as causas que o amor? E a quem amar mais que a ti que ainda não chegaste?

E tu? O que sentirás? O mesmo senão não me farás respirar. O mesmo senão esta carta não é tua e a minha pena secará.

Quando virás? Só o dono das leis saberás, até o meu ultimo batimento o meu orgão mais palpitante esperará num alpendre cor-de-rosa. Vem.

Francisco Reis
No comment yet

Café e bolinho

É com tristeza que vejo que os portugueses comem mal. Vejo todos os dias em todos os cafés por onde passo o pequeno almoço tuga a ser constituído por um café e um bolo, ou pior um leite com chocolate e um bolo. Isto não estará errado?

Uns dirão que é a pressa que os faz comer mal mas um copo de leite ou um iogurte não demora tanto a beber como um leite achocolatado ou café? E um pãp com queijo não se trinca ao mesmo tempo ou em poucos segundos mais que um bolo?

Depois quixem-se da barriga grande e de sentirem o coração pequeno.
No comment yet
A Paixão do Natal Verde


Paixão quer originalmente dizer sofrimento e sofrimento foi o que o senhor Bruno Paixão provocou ontem em Alvalade no jogo Sporting-Académica. O senhor Paixão fez uma péssima exibição apenas superada pelos seus incompetentes adjuntos. Paixão não marcou um penalty claro sobre Tonel , não expulsou Dame que agrediu Ronny e marcou ao contrário faltas que tiraram o ritmo ao Sporting.
Vergonhoso.

Mas o Sporting venceu por 1-0 e por culpa sua não goleou. O SCP mostrou-se perdulário e pede um ponta-de-lança alto e cabeceador para aproveitar os vários lances que um meio campo de Nanis e Moutinhos naturalmente criam.

Ainda assim o meu clube venceu e existem notas positivas. Veloso jogou na vez de Polga e parecia um veterano a jogar com calma e tranquilidade, Nani parece mais humilde e menos egoísta com a bola fazendo ainda assim magia, Tello está a jogar bem e fez o jogo 100 pelo SCP, Bueno não é grande jogador mas ontem correu muito e até fez um grande remate à baliza e
Liedson marcou e está de volta à boa forma.

Nas bancadas festa bonita com
lotação esgotada.


Declaração de independência de um buraco no peito

1 comment
1- Se os amantes soubessem o fim das suas histórias não escreviam cartas de amor

2-Tu és uma gaveta, é s a gaveta no quarto onde te guardo.
Eu sou o arrependimento, a mágoa, a garganta com espinhos, tu és uma gaveta.
Eu sou mil presentes, mil e uma memórias de boas acções. Tu és uma gaveta.
Tudo o que me deste cabe numa gaveta e não me deixou esquecer.
Tudo o que te dei assalta-te os sentidos e ainda assim não te lembras.O amor dura enquanto a memória arde.


3-Escrevo sozinho abandonado pela fé na humana raça mas, se perguntarem se estou sozinho direi não.Estou acompanhado. Tenho demónios interiores e lembranças exteriores.Demonios que, com foices me picam para chorar ou escrever e lembranças que beijam o sorriso até o matarem.Já fui feliz.Essa certeza eleva-me acima de muitos mortais.


4-Não voltarei a honrar-te comigo. Partiste e a estação e cais que em mim haviam para ti partiram contigo.Se um dia voltares não poderei mais receber-te.

5-Depois de ti passaram por mim muitos relógios, uns de corda que me enforcaram outros de pulso onde senti te-lo para sobreviver.

6-Escreveste uma peça e montaste um teatro. Se tu acreditavas, como podia eu desconfiar da farsa?Agoar que deixaste o pano cair em mim lembrei-me de ser mau actor e voltar a ser humano.

7-Agora chegas tu, nova quimera, e farás cada minuto ancorado em ti valer o resto do tempo em tempestades.


8-Adeus, sarei da ferida de nenhum dos teus amo-te ser dobrado a verdade, adeus.
No comment yet


Este post é para todos os que sairam de casa para ir para a universidade. Aqueles que choraram e a quem o futuro que riu limpou as lágrimas. Aqueles que se ergueram para cavalgar uma nuvem a quem os sábios chamam determinação. Aqueles a quem faltou a casa mas mantiveram neles o lar. Estudantes deslocados onde hoje se localiza o sucesso de olhar para trás e ver o rasto da verdade.



Entre por essa porta agora
E diga que me adora
Você tem meia hora
Pra mudar a minha vida
VemVambora
Que o que você demora
É o tempo que leva
Ainda tem o seu perfume pela casa
Ainda têm você na sala
Porque meu coração dispara
Quando tem o seu cheiro
Dentro de um livro
Dentro da noite Veloz
Ainda tem o seu perfume pela casa
Ainda têm você na sala
Porque meu coração dispara
Quando tem o seu cheiro
Dentro de um livro
Na cinza das horas

Adriana Calcanhoto 1998

CL

No comment yet


The return of the special one

Morinho, o melhor treinador do mundo regressa ao Porto para discutir com o FCP a passagem aos quartos de final da CL. Com todo o respeito duvido que o FCP não fique pelo caminho.

O FCP tem o meu respeito e pode bater o pé aos melhores porque ele próprio é um grande mas, equipa que tem Mourinho perde pouco, muito pouco.

O Chelsea foi melhor nos dois primeiros anos da era Mourinho com o seu temível 4-3-3 , agora com Ballack e Sheva é mais fria mas também não s esabe quando um destes génios desperta.

Se tudo correr com naturalidade o Chelsea passa, mas quem sabe?
1 comment


O Há Normal- Reflexão

O meu amado blogue nasceu em Maio deste ano pelas mãos de um grande amigo, João Dias que aqui já referi mil vezes, O João ofereceu-me o blogue e eu recebi-o com carinho, antes já tinha sido co-autor de blogues mas com preguiça fui deixando-os a meio. Este é diferente.

Desde que me tornei colaborador do DN que levo a escrita do Há Normal mais a sério e julgo que no último mês o meu blog deu um salto qualitativo, não é que seja agora fabuloso ou muito bom mas agora é melhor do que já foi. Volta e meia faço um post que fz sentido e está bem escrito ( ok a maior parte dos posts são maus lol).

O número de leitores também tem aumentado e agradeço a bondade a todos. Sei que o João tem papel nisso ao falar bem de mim e agradeço também a ele, grande homem dos blogues em Portugal, bom poeta, bom estudioso das religiões não comerciais, bom namorado e bom filho.

O meu sucesso no blogue será sempre do João, o meu sucesso na vida também que são os bons amigos que nos fazem ser menos maus

Há normalidade num mundo ao contrário!
No comment yet

A mp3mania

De miúdos muito pequenos a adultos muito grandes cresce a mp3mania. O mp3 é um aparelho portátil que permite armazenar músicas e levá-las para todo o lado, nos modelos mais requintados ( e caros, muito caros) o aparelho mp3 permite ainda guardar e ver fotografias e filmes.

Tenho um mp3 e gosto muito dele, é um modelo barato que contém 256 músicas de cada vez ( os outros, os mais requintados levam mais de 3000) e não sou contra, gosto de relaxar com ele, é bom para correr ou milhares de situações.

Mas o mp3 isola e os miúdos hoje em dia já se fecham em casa, não precisam de estar isolados quando vão para a rua. Os mp3 para quem não os sabe usar com limites são uma perigosa fonte de isolamento.

Use-se a tecnologia para nossa utilidade e divertimento, mas não se substitua por nada o contacto humano.
No comment yet

Chapitô, Vodafone e Carris dizem que "O Natal é móvel"


O Chapitô conta com o apoio da Vodafone e com um autocarro da Carris para levar a cabo a iniciativa "O Natal é móvel" hoje dia 12 nas Galinheiras e amanhão dia 13 em Marvila.
"O Natal é movel" leva uma festa de cor e música a miúdos carenciados.

Hoje o autocarro da Carris chegou às Galinheiras às 10.00 e perante a euforia de miúdos e graúdos espalhou a sua magia. Primeiro os animadores do Chapitô dançaram e deram música dentro do autocarro, depois desceram e fizeram um desfile que proporcionou sorrisos e gargalhadas e, já dentro do Centro Paroquial da Charneca/Galinheiras levou a cabo actividades.

Lá dentro os putos felizes por momentos fizeram esculturas com balões, pintaram a cara, foram malabarista e assistiram a um divertido mini-concerto.

No fim a alegria e satisfação iam das caras dos infantes até à cara da figura de proa do Chapitô, Teresa Ricou.
No comment yet

Bullying- Comportamento violento nas escolas

O bullying consiste na violência exercida na escola pelos mais fortes e "populares" sobre os outros os fracos e "nerds".

Os maiores praticantes desta violência são os rapazes, gozam e humilham os outros rapazes e podem até chaegar a bater-lhes de modo a se afirmarem como melhores ou adquirirem estatuto dentro da hierarquia estundantil escolar.

As raparigas também praticam o bullying mas de modo mais subtil, rejeitando raparigas para o seu grupo ou espalhando boatos maldosos.

As vítimas podem ser de tres tipos: os que são simplesmente bodes expiatórios, os que são vítimas de bullying e se vingam noutros alunos fazendo o mesmo e os que gozam com os mais populares sem perceber que a consequência poderá serem vítimas de bullying.

Este é um fenómeno que pode levar ao absentismo escolar, com medo de sofrer violências os estudantes ficam em casa.

As vítimas sofrem de auto-estima, ansiedade e depressão, sentimentos que podem levar a sede de vingança. Vítimas de bullying são responsáveis por vários tiroteios como os que se assistem volta e meia em escola principalmente americanas.

Allan Beane, especialista norte-americano em Educação esteve em Portugal e tentou convencer o Governo a criar uma campanha nacional contra o bullying.
No comment yet

Cinema- Por água abaixo

Dos criadores de Shrek vem mais um filme de animação para o Natal. Bonecos bem feitos, história prevísivel mas com boas piadas e um bocado bem passado.
Ver as maravilhas do cinema de animação e ouvir boas piadas? Para mim serve!
No comment yet

" Nenhuma folha mexe neste país se não for eu a mexê-la; que isso fique bem claro"

Pinochet, 1981
1 comment
Pinochet-Morte antes do julgamento

Morreu ontem às 17.15 de Lisboa Augusto Pinochet antigo ditador chileno vítima de enfarte do miocárdio e edema particular. Pinochet terá um funeral com honras militares, Isabel Allende, filha de Salvador Allende presidente afastado por Pinochet em 1973, afirmou ao DN que "Não há absolutamente nenhuma razão para que ele mereça exéquias de Estado".

Pinochet tornou-se ditador do Chile ( país sul-americano que faz fronteira com o Peru, Bolívia e Argentina) a 11 de Setembro de 1973 quando derrubou Salvador Allende eleito pelo povo em 1970. Pinochet era chefe do exército chileno e pouco antes do golpe de estado Allende disse dele que dava provas de lealdade.

Apesar de alguns chilenos terem corrido ontem a chorar publicamente o ex-ditador o sentimento maior no Chile é de alegria. Muitos dos chilenos de hoje foram vítimas de tortura ou pelo menos têm familiares que sofreram na pele torturas horriveis que não me atrevo a narrar aqui. Pinochet deixou marcas e feridas muito fundas no Chile e, só o seu condenamento poderia minimizar a dor dos que sofreram. Pinochet escapou ao julgamento.

Foram apresentadas 300 quixas contra Pinochet. Para ter uma noção das crueldades do ditador peço ao leitor ( para que este post não seja maçador e comprido) que procure na net referência ao Caso Prats, Caso Riggs, operação Condor ou Operação Colombo.

A arte foi como é normal em ditaduras abafada. Mas grandes nomes da artes mundiais nasceram no Chile e nomes como Luís Sepúlveda ou Isabel Allende não calam a revolta na sua obra. A Casa dos Espíritos de Isabel Allende é um desses livros com a especificidade de ter sido adaptado ao cinema num filme protagonizado por nomes como Jeremy Irons ou António Banderas.

Poderá este homem descansar em paz?



3 comments
Declaração de amor à maquina

A infância é uma época onde se deve brincar e brincar não é só jogar pc e consola ( por muito que ache que em dosagem certa o pc e a consola sejam divertidos). Uma crinça para ser feliz deve jogar à bola na rua com amigos de carne e osso, deve andar de bicicleta, jogar às cartas, damas e xadrez e fazer milhares de traquinices. Uma criança deve ser livre e brincar.
Sei no entanto que as ruas tendem a ser perigosas mas julgo que hoje em dia o problema dos miúdos ficarem em casa fechados é culpa de pais sem paciência.


A tecnologia ajuda e facilita a vida humana, se provoca preguiça já será outro post. Desde o pc onde escrevo este blog até à máquina onde lavo a roupa vejo tecnologia benéfica e útil, mas a tecnologia pode e deve ser usada para o nosso divertimento e daí venho aqui defender uma máquina pela qual me apaixonei: a playstation portable ou PSP.


Não me acho um fanático das consolas nem sei de cor todos os jogos que estão para sair, acho que não sou um nerd mas gosto da minha PSP. Posso ganhar campeonatos de futebol, jogos de ténis, correr ao volante dos melhores carros ou fazer o meu herói saltitar. Uma consola permite destreza nas mãos e quando doseado ( uma hora por dia) o tempo que se gasta nela é um divertimento garantido.

O ser humano procura no mundo formas de abstração dos seus problemas. Lê nos livros viagens que quer fazer, vê nos filmes aventuras de que não é capaz e coma as consolas deixa de ler ou ver passa ele próprio a fazer num mundo virtual.

A consola permite ao Homem satisfazer um desejo vil e antigo de querer ser divino e controlar o mundo.
No comment yet


" A vida é um risco. Sem ele o jogador é normalíssimo. Jogar para os lados e para trás toda a gente faz. Se jogarmos para a frente há golos"

Assim fala Ricardo Quaresma na edição de hoje do jornal A Bola, alguém discorda?

Para toda a gente que faz anos a 6 de Dezembro

2 comments

Mal nos conhecemos
Inauguramos a palavra amigo!
Amigo é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece.
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
Amigo (recordam-se, vocês aí,Escrupulosos detritos?)
Amigo é o contrário de inimigo!
Amigo é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado.
É a verdade partilhada, praticada.
Amigo é a solidão derrotada!
Amigo é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
Amigo vai ser, é já uma grande festa!
Alexandre O`Neill
1 comment


Wrestling-O fenómeno

O wrestling é uma autentica loucura nos dias que correm, na tv portuguesa passam programas de duas das três ligas da modalidade a juntar a dvd´s e jogos de computador e consola que existem aos molhos. A loucura em Portugal acentou-se esta semana quando as estrelas da WWE ( Federação da modalidade) vieram a Portugal mostrar aquio que fazem, John Cena ( parece que é a estreal maior) e companhia vieram encher o Pavilhão Atlântico.
Para mim é simples: considerar esta modalidade um desporto é rídiculo e ofensivo pois tudo parece estar combinado, trata-se de um teatro de má qualidade. Mas é legítimo que algumas pessoas ( milhões, ok) gostem do espectáculo desde que percebam que o que estão a ver não lhes ensina nada e não é competição honesta e honrada.
Para mim é um teatro estupificador mas respeito os fans que percebam a WWE como uma máquina de fazer dinheiro usando homens musculados e mulheres siliconizadas.
1 comment

Sporting- Análise ao momento

O Sporting já mostrou este ano que tem bons jogadores e que pode jogar futebol bonito. Mas neste momento atravessa um momento mau com derrotas com Inter, Benfica e Spartak.
Em primeiro lugar o Sporting tem jogadores que não merecem jogar numa equipa grande: Ronny tem um pé canhão mas não mostra mais nada, Abel e Miguel Garcia são limitados, João Alves não acrescenta nada ao SCP, Romagnoli não é um dez porque não joga nem faz jogar, Farnerud é demasiado macio, Paredes já teve dias melhores, Bueno e Alecsandro são lentos, trapalhões e não marcam golos.
A juntar aos que não tem qualidade existem os putos que são bons mas ainda emocionalmente instáveis e portanto não podem sentir que o Sporting depende deles. Nani e Djaló são bons mas são putos que têm que crescer tranquilamente.
Depois Liedson, goleador desde que chegou a Portugal este ano não marca.
Mas nem tudo é mau, Caneira, Tonel, Polga e Tello formam uma defesa sólida e Moutinho não joga mal.
O Sporting tem um meio campo macio, faz falta músculo e o regresso de Rochemback ( fora das opções no Boro) seria bem vindo, se não ele alguém terá que vir, falta músculo. Para organizar o jogo é urgente um nº 10 de qualidade comprovada, Martins é irregular e não é um jogador de topo. Por fim falta um goleador: alto, forte e eficaz.
Vamos ás compras Sporting!
No comment yet


Moscovo gela Lisboa

O Sporting foi justamente derrotado esta noite em Alvalade. O Spartak de Moscovo foi mais veloz, mais ágil, mais inteligente na transposição de jogo e não teve dificuldade em bater um Sporting estranhamente apatico.
O Spartak marcou logo aos 7 min numa boa jogada de ataque, um grande avançado Pavlyuchenko ( faz lembrar Zlatan Ibrahimovic) fez de bicicleta o 1º, poucos minutos passados mais uma demonstração de classe da equipa vermelha ao marcar o 0-2 após uma boa jogada colectiva. Nota para a apatia geral da defesa leonina neste lance.
À meia hora Alvalade encheu-se de esperança quando Bueno marcou, um golo fácil de um jogador que não tem classe para jogar no SCP.
Na segunda parte apatia total do Sporting que sofreu aos 88 min novo golo em nova falha da defesa, um Sporting muito longe das exibições de gala que fez frente a Inter e Bayern. É pena.

No Spartak para além do já falado avançado nota de agrado para o defesa Stranzl, para o maestro brasileiro Mozart e para o veloz avançado Quincy.

No Sporting apenas Moutinho, Veloso e Tello mostraram classe.

1 comment




Num Setembro qualquer conheci-te e tornaste-te mais do que uma qualquer sendo e arrisco-me a dizer especial sem que eu saiba no entanto o que é ser especial, mas és especial para mim.
Conheci-te naquele Setembro perdido na memória que ás vezes te acha. Eras uma menina e eu era um menino. Naqueles dias sabiamos de cor ainda( voltaremso a saber?) a ciência pouco simples de ver na simplicidade um sorriso. Numa aula te vi, em várias te desenbrulhei e lá te fui escalando até de conhecer um bocadinho, ninguém conhece ninguém e quando conhecemos fartamo-nos dessa pessoa.
Apaixonei-me por ti. Posso dizer assim porque a vida adulta deu-me autorização para reconhecer e admitir o que fui. Apaixonei-me por ti e foi bom, estar apaixonado é voar na respiração da outra pessoa e saber o que a outra pessoa deseja antes mesmo da outra pessoa saber. Apaixonei-me e isso foi o príncipio de nós, nunca fomos namorados nem um beijo demos mas somos e fomos mais do que isso.
Fiz-te mil poemas e dei-te 999 prendas. Gostaste. Sorriste. Naqueles dias os teus olhos eram mais verdes. São de um verde bonito hoje mas naqueles dias podia escrever mais mil poemas sobre eles.
Numa tarde na praia, lembras-te?, nascemos. Choraste e o meu ombro limpou-te as lágrimas.
Choraste muitas vezes mais depois e eu muitas vezes tas limpei por mim, não por ti. Os teus olhos molhados são feios. Quero-os a brilhar.
Uma vez choraste meses, eu tava em Paris e voltei a pensar em ti. A tua dor era minha. Dei-te o Pegasus ( é o cavalo, nunca sabes o nome) e chocolates. Mas choravas.
Ajudei-te como soube até ao dia em que a minha ajuda era sufocante. Discutimos, queria comer a tua dor mas não tinha estômago para ela. Passou a nossa discussão e fizémo-nos amigos.
Hoje tens outros desafios e com o meu ombro vais passá-los. Terás o teu princípe, terás os teus filhotes, terás a tua familia actual e a que virá toda a sorrir, serás educadora de infância. Basta acreditar, mereces acreditar. Gosto muito de ti. Parabéns. Se há algo negro em ti quero ajudar a clarear.

Cartoon Há Normal

No comment yet
" Esqueci-me de fazer uma cópia de segurança do meu cérebro, então perdi tudo o que aprendi no último semestre"
1 comment

Cinema- Borat

Um grande filme. Desculpa!? Dirão os que me estão a ler neste momento mas não, não me enganei, Borat é um grande filme.
Ponto prévio, tenho respeito pelo Cazaquistão que foi aleatoriamente escolhido para ser palco das aventuras de Borat. Borat é uma personagem de Sacha Baron Cohen, um jornalista enviado pelo Cazaquistão aos EUA para aprender com a cultura americana, e afianl somos nós espectadores que aprendemos a cultura americana.
Borat vai falando com diversas pessoas e com o seu fingido anti-semitismo e machismo vai arrancando a pessoas sem guião opiniões tão ou mais revoltante do que as do próprio Borat, Borat quer uma arma paar matar ciganos, mau gosto? Sim, mas o vendedor que não é actor não se importaria de vender a arma para tal efeito. Borat quer um carro e tenta saber se atropelar ciganos o carro ficará danificado. Nojento? Sim mas o vendedor importa-se de vender o carro? Não.
Em suma Borat goza com tudo o que pode mas não se dança sozinho e os EUA mostram alguns preconceitos preocupantes. A ver, mais que uma vez.
No comment yet

Cinema- Obrigado por fumar

Um filme sobre os lóbis. O nosso heroi ( perdão haroi do filme) é lobista da área do tabaco e do seu trabalho faz parte convencer o mundo que fumar não mata. O seus amigos são uma lobista das bebidas e um lobista das armas. No fim a estranha e amoral personagem deixa a indústria do tabaco e torna-se bom, passa a ser lobista das comunicações móveis...
No meio aparece o filho do lobista que funciona como consciência do pai.
Uma boa ideia que parece ser demasiado simplificada.

Francisco Reis
3 comments

Mil visitas

Quero agradecer a todos que visitam o meu modesto blogue. Tento abranger um variado leque de temas mas sei que existem milhares de blogues melhores que o meu.
Ainda assim de vez em quando lá digo algo acertado e até com interesse.

Obrigado ao meu primo Francisco fiel leitor e ao amigo João Dias orientador do Há Normal
No comment yet

Gato Fedorento- Humor e simpatia

Os quatro elementos do quarteto genial Gato Fedorento estiveram no El Corte Inglés lisboeta na 6ª feira de manhã para uma sessão de autográfos. Uma fila que incluia desde petizes a anciões esperava pelo quarteto com enorme expectativa enquanto nas mãos tinham dvs, livros, posters ou folhas para serem assinados.
E devo dizer que o que se passou deixou todos bem dispostos. Os gatos tinham ar ensonado e aposto que andam cheios de trabalho mas foram de uma delicadesa, humildade e genuina simpatia que ninguém ficou desiludido por conhecer ao vivo os seus ídolos. Uma lição para tanta vedeta que aí anda. Obrigado gatos pelo humor e pela simpatia.
No comment yet

O Sporting intranquilo



O Sporting foi derrotado em casa pelo seu rival de sempre Benfica, algo que s eapresenta como uma humilhação apenas sarada se o Sporting na segunda volta responder na mesma moeda, até lá ficará este amargo de boca.
Sem Caneira e com Djaló no banco o SCP começou o jogo com garra e intenção de dominar e nada mudou quando Rocha de cabeça meteu a bola nas redes verdes, o SCP não deixou de jogar bem e atacar mas mais uma vez o problema esteve na finalização, Liedson corre mas não marca e Bueno nem corre nem marca apesar de ontem ter jogado melhor do que o normal ( também não é dificil). O Sporting lá ia tentando mas num rápido contra-ataque surgiu o 0-2 por Simão.
O SCP não voltou para a segunda parte. A equipa deliciosa que vi abafar o Inter de Milão ou o Bayern de Munique não existiu na segunda parte e o Benfica ganhou o jogo, o Benfica tem bons jogadores mas o Sporting fez um jogo mau e muito abaixo do que já mostrou.
No SLB Quim fez boas defesas, Rocha teve bem a defender e marcou um golo e Nélson fez um grande jogo.
No SCP desilusão. Nani está apagado; Liedson, Bueno e Alecsandro não marcam golos e Romagnoli está longe de ser um nº 10 na Europa. Palavra positiva para Moutinho que não joga mal e para Tello que começa a mostrar porque custou há anos um milhão de contos.
1 comment
Perdão árvore de Natal

Eu Francisco me confesso, julguei mal a árvore e fui duro com ela, peço desculpa a todos para quem fui injusto. Nota: afinal a luz gasta pela árvore não sai do bolso do contribuinte...

Perdão

O meu artigo no DN de hoje, 30-11-06

2 comments

Numa altura em que os portugueses começam a montar os enfeites de Natal, Lisboa já está enfeitada, brilhando mais do que o costume, e que melhor forma de admirar as luzes natalícias do que do cimo de um autocarro de dois andares?
Esta é a proposta da Carristur que até dia 8 de Janeiro promove a iniciativa "Lisboa a brilhar". A proposta, que espera seduzir os lisboetas e os turistas, consiste num passeio de autocarro panorâmico através do qual se podem vislumbrar as luzes de Natal de Lisboa.
O passeio dura 45 minutos e acontecerá todos os dias até 8 de Janeiro, das 18.00 às 22.00. A partida dá-se na Praça do Comércio, onde, recorde-se, está "plantada" a maior árvore de Natal da Europa.
O autocarro encontra-se equipado com um guia electrónico que fala aos passageiros através de auscultadores, assim, após o autocarro arrancar, começa a ouvir-se um pouco da história da cidade de Lisboa e com sincronia somos informados dos nomes das ruas que vamos vendo tal como da sua respectiva história.
À medida que o autocarro avança os passageiros vão dando a sua opinião, em geral as críticas são boas, mas também se ouvem outras más. Criticam as bolas de Natal azuis nas árvores da Avenida da Liberdade, que dizem não ter nada a cor de Natal.Já as luzes que se vêem ao descer as ruas do Alecrim ou Castilho são muito elogiadas.
De regresso ao ponto de partida, os participantes mostram-se satisfeitos, a alegria geral é exteriorizada por Iolanda Tavares, que afirma ter sido o passeio "uma hora muito bem passada".

Francisco Reis
1 comment
Cada vez que o meu amor respira
Como que, por magia
As forças cósmicas assobiam
E fazem o melancólico vento soprar-me
Cada vezQue o meu amor sorri
Deus junta-se a mim
Em divina festa de olá
E fazem o sol transpirar luz
Cada vez
Que o meu amor chora
O diabo contorce o tempo em trevas solitárias
O interior da terra aborta da vital energia
E todas as lágrimas do mundo se juntam em ácida chuva
Cada vez
Que o meu amor enegrece ficando azul
O céu desfaz-se em mil pedaços de lava
Cada célula de cada humano ameaça explodir
E todas as ondas ameaçam engolir o meu mundo
Cada vez
Que o meu amor é,
Triste ou alegre
É ainda o meu amor
Mantém-se ainda o chão meu
Equilibra-se ainda como o meu mundo
Cada vez
Que acordas eu sou poeta
Cada vez
Que me beijas eu renasço

Francisco Reis
4 comments

A maior árvore de Natal da Europa



Mora em Lisboa um motivo de orgulho para Portugal, temos a maior árvore de Natal da Europa e uma tão grande só num país tão desenvolvido quanto a Polónia!
Temos a educação em ruínas e levantamo-nos de madrugada para ter uma consulta mas alegrem-se tugas, podemos sempre pasmar com a luz da gigante árvore.
E será cara a árvore? Não, ora eça, 2 milhões de luzinhas? Não gasta luz.
Viva Portugal que tem a maior árvore de Natal! Viva Portugal que é apenas comparado ao Império Romano, com pão e circo anda o povo contente.

Francisco Reis
2 comments
Ora bolas para o jogo da bola que dá a Bola a quem não merece

Fabio Cannavaro venceu a Bola de Ouro. Recebeu-a porque ajudou a Juve corrupta a ganhar o Calcio e porque ajudou a Squadra Azurra mega defensiva e cínica a vencer o Mundial. Justo? Não.
O futebol é espectáculo e fica o vazio de homens como Drogba, Lampard ou Deco entre outros não receberem a Bola de Ouro. Desilusão num futebol anormal.
1 comment



Futebol- Ronaldinho vs Cannavaro
Ronaldinho representa o espectáculo do futebol, dribla, finta, marca golos de todas as formas e dele espera-se e tem-se sempre o melhor.
Cannavaro é um defesa sólido e duro à italiana, é bom jogador mas o seu trabalho é anular o futebol bonuto.
Ronaldinho marcou no sábado o golo da sua carreira, um divino pontapé de bicicleta na goleada por 4-0 frente ao Villareal.
Cannavaro levou na semana passada um baile de John Carew, gigante nórdico semi-tosco.
Quem destes dois é Bola de Ouro este ano? Cannavaro...
Francisco Reis
No comment yet

Eu sempre

Eu sempre a Platão assisto.
Pessoalmente, porém,
e creia que não
Tenho qualquer insuficiência nisto,
Sou um romano da decadência total,
Aquela do século IV depois de Cristo,
Com os bárbaros à porta e Júpiter no quintal


Homenagem a Mário Cesariny, poeta e pintor maior do surrealismo português que faleceu ontem vítima de doença oncológica. até sempre génio.
1 comment

Cercal no Guiness

O Cercal do Alentejo, a minha terra amada faz parte da edição 2007 do Livro dos Records do Guiness, o Cercal foi o organizador da maior sopa do mundo, um gaspacho (sopa fria com pão, tomate e pepino) com mais de 5000 litros!
Eu, que fiz parte da organizção sinto-me orgulhoso da minha vila e convido todos a visitá-la encaixada entre as praias e a montanha.

Francico Reis
1 comment



Curiosidades do dia:

1- O consumo de droga é mais frequente entre os jovens que saem à noite e o haxixe vendido em Portugal é o mais barato da Europa segundo o Relatório Europeu da Droga e Toxicodependência

2-Pornografia Panda os panda machos não são muito virados para a rambóia, pelo que a espécie está em vias de estinção. Daí que uns cientistas chineses tenham resolvido mostrar aos pandas filmes onde pandas acasalaram, e não é que a pornografia panda resultou?

Francisco Reis
2 comments


Bond é bom

Daniel Craig foi criticado por ser pouco corajoso durante as filmagens, Craig tem o direito de se proteger e se existem duplos é para as cenas que são perigosas para os actores. Mas o queé importante aqui considerar? A coragem de Craig ou o seu talento de actor?
A considerar o talento Craig está mais do que apto a para o papel de 007, Craig tem uma interpretação bastante boa e para já entra de rompante parao segundo lugar no ranking de Bond´s olhando para cima e vendo apenas Sean Connory, mas Connory fez mais filmes do que Craig.
Craig não se adaptou ao filme, o filme é que se adaptou a Craig. Temos um Bond com menos acção e bem mais psicológico, um filme onde a personagem Bond tem mais importância do que os gadgets. Mas calma, um Bond é sempre um Bond e não faltarão explosões, tiros e carros.
Em suma um Bond dos bons com boa interpretação e sempre com o cuidado subtil de ser um barómetro da situação geo-política actual.

Francisco Reis

Astros da bola

3 comments

Di Stefano-A flecha loira

Alfredo Di Stefano nasceu em 1933 em Buenos Aires filho de imigrantes italianos.
Fez parte de uma grande equipa do Real Madrid que contava com Gento e Puskas entre outros.
Jogou no River Plate e no Huracon da Argentina, nos Milionarios da Colômbia e no Real Madrid e no Espanyol de Espanha.
Di Stefano ganhou 2 ligas argentinas, 4 colombianas, 8 espanholas e 5 Ligas dos Campeões.
Como treinador venceu a liga argentina pelo Boca Juniors e River Plate e a liga espanhola pelo Valência tal como a Taças das Taças pelo mesmo clube.
Di Stefano é tido por muitos como o melhor jogador de sempre. Hoje em dia é presidente honorário do Real Madrid.

Francisco Reis
16 comments

DN- Introdução histórica

Este vosso modesto blogger após o curso completo está a cumprir um estágio no Diário de Notícias, o mais antigo jornal do país e que actualmente vende 100.000 exemplares por dia.
Parece-me então pertinente explicar a revolução que O DN veio trazer no ano de 1900.
O DN foi o 1º jornal acessível a todos pois custava 10 réis; tinha uma linguagem ao alcance da percepção de todos democratizando a leitura do jornal.
O DN veio trazer um novo estilo de jornalismo apostando em noticias curtas de fácil leitura e em flashes, apostou na noção de ir para a rua buscar a notícia popularizando a figura do repórter e popularizando o género reportagem.
O DN destacou-se também por ser independente ideologicamente. O DN foi também o 1º jornal em Portugal a perceber a importância da publicidade criando uma página de publicidade que pagava o jornal.
O DN deve muito a Eça de Queiroz pois muitos jornais foram comprados para ler os romances folhetins de Eça, a introdução do romance folhetim foi uma inovação do DN.
Quanto á venda o DN também inovou, vendeu o jornal em banca e não por assinatura e deu azo á figura do ardina.
Mais tarde o DN introduziu em Portugal rotativas idustriais, a fotografia e a cor.

È melhor viver da esperança que da saudade,
é preferìvel à recordação do passado a confinça no futuro

DN, 01-01-1900
1 comment
Post dedicado a Salim, no sul está um pouco do meu norte


Entre os teus lábios
é que a loucura acode,
desce à garganta,
invade a água.

No teu peito
é que o pólen do fogo
se junta à nascente,
alastra na sombra.

Nos teus flancos
é que a fonte começa
a ser rio de abelhas,
rumor de tigre.

Da cintura aos joelhos
é que a areia queima,
o sol é secreto,
cego o silêncio.

Deita-te comigo.
Ilumina meus vidros.
Entre lábios e lábios
toda a música é minha.


Eugénio de Andrade
No comment yet

Fim do jogo para o Major Galopante

Morreu no fim da semana passada Ferenc Puskas Biró, em Budapeste vítima de complicações respiratórias.
Puskas não sobreviveu a uma pneumonia mas já estava internado num hospital da capital húngara há seis anos.
Puskas é o sexto melhor jogador de sempre da história do futebol e ganhou tal mérito graças ao seu poder de fogo e velocidade estonteante, e claro pelos imensos titulos que ganhou.
Puskas nasceu a 2 de Abril de 1927 e jogou até aos 29 anos no Honved, clube do exército húngaro. Com a revolução húngara Puskas mudou de país, os clubes italianos acharam-no demasiado velho e o destino de Puskas foi o Real Madrid.
E foi de branco que se tornou um mito, numa equipa que tinha Gento, Di Stefano ou Kopa , Puskas venceu 5 ligas espanholas e 3 ligas dos campeões( a juntar a 4 campeonatos pelo Honved).
Sobre a sua morte diz Kopa que se perdeu o melhor e que Puskas era o seu ídolo, já o presidente honorário do Real, Di Stefano diz o delantero húngaro era ainda melhor pessoa do que jogador.
Puskas marcou 1176 golos em 1300 jogos na sua carreira.
Partiu um dos melhores.

Francisco Reis

PS: já ontem tinha escrito um post sobre Puskas mas nem sei como apaguei-o...
.
No comment yet

Saramago- Pequenas memórias

O novo livro de José Saramago chama-se Pequenas memórias mas após ler o livro posso afirmar que em Saramago nada é pequeno. A escrita e a vida de Saramago são grandes.
Deliciosos pormenores de uma vida em que os mesmo mais simples episódios são contados com uma poesia e com a recordação de um infante que já o não é.
Obrigatório ler.


Francisco Reis
4 comments
"Viver é um das coisas mais difíceis. A maioria das pessoas apenas existem"

Oscar Wilde

Para pensar

No comment yet

O efeito estufa (ou efeito de estufa, como se diz em Portugal) é um processo que faz com que a temperatura da Terra seja maior do que a que seria na ausência de atmosfera. O efeito estufa dentro de uma determinada faixa é de vital importância pois, sem ele, a vida como a conhecemos não poderia existir.
O que se pode tornar catastrófico é a ocorrência de um agravamento do efeito estufa que desestabilize o equilíbrio energético no planeta e origine um maior
aquecimento global. O IPPC (Painel Intergovernamental para as Mudanças Climáticas, estabelecido pelas Nações Unidas e pela Organização Meteorológica Mundial em 1988) no seu relatório mais recente [1] diz que a maioria do aquecimento observado durante os últimos 50 anos se deve muito provavelmente a um aumento do efeito de estufa.
Os gases «de estufa» (
dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), gás nitroso (NO2), CFC´s (CFxClx)) absorvem alguma da radiação infravermelha emitida pela superfície da Terra e radiam por sua vez alguma da energia absorvida de volta para a superfície. Como resultado, a superfície recebe quase o dobro de energia da atmosfera do que a que recebe do Sol e a superfície fica cerca de 30ºC mais quente do que estaria sem a presença dos gases «de estufa».

Variação da temperatura global e de concentração de dióxido de carbono presente no ar nos últimos 1000 anos.
O nome «efeito estufa» é um nome infeliz porque a atmosfera não se comporta como uma
estufa (ou como um cobertor). Numa estufa, o aquecimento dá-se essencialmente porque a convecção é suprimida. Não há troca de ar entre o interior e o exterior. Ora acontece que a atmosfera facilita a convecção e não armazena calor: em média, a temperatura da atmosfera é constante e a energia absorvida transforma-se imediatamente na energia cinética e potencial das moléculas que existem na atmosfera. A atmosfera não reflete a energia radiada pela Terra. Os seus gases, principalmente o dióxido de carbono, absorvem-na. E se radia, é apenas porque tem uma temperatura finita e não por ter recebido radiação. A radiação que emite nada tem que ver com a que foi absorvida. Tem um espectro completamente diferente.
O problema do efeito estufa e sua influência no aquecimento global acelerado dos últimos 100 anos põem em confronto forças sociais que não permitem que se trate deste assunto do ponto de vista estritamente científico. Alinham-se, de um lado, os defensores das causas antropogênicas como principais responsáveis pelo aquecimento acelerado do planeta. São a maioria e omnipresentes na mídia. Do outro lado estão os "céticos", que afirmam que o aquecimento acelerado está muito mais relacionado com causas intrínsecas da dinâmica da
Terra do que com as reclamadas desmatamento e poluição que mais rápido causam os efeitos indesejáveis a vida sobre a face terrestre do que propriamente a capacidade de reposição planetária.
Ambos os lados apresentam argumentos e são apoiados por forças sociais.
A poluição dos últimos duzentos anos tornou mais espessa a camada de gases existentes na atmosfera. Essa camada impede a dispersão da energia luminosa proveniente do Sol, que aquece e ilumina a Terra, e também retém a radiação infravermelha (calor) emitida pela superfície do planeta. O efeito do espessamento da camada gasosa é semelhante ao de uma estufa de vidro para plantas, o que originou seu nome. Muitos desses gases são produzidos naturalmente, como resultado de erupções vulcânicas, da decomposição de matéria orgânica e da fumaça de grandes incêndios. Sua existência é indispensável para a existência de vida no planeta, mas a densidade atual da camada gasosa é devida, em grande medida, à atividade humana.


Em escala global, o efeito estufa provoca o aquecimento do clima, o que tem conseqüências catastróficas. O derretimento das calotas polares e de geleiras, por exemplo, eleva o nível das águas dos oceanos e dos lagos, submergindo ilhas e amplas áreas litorâneas densamente povoadas. O superaquecimento das regiões tropicais e subtropicais contribui para intensificar o processo de desertificação e de proliferação de insetos nocivos à saúde humana e animal. A destruição de habitats naturais provoca o desaparecimento de espécies vegetais e animais. Multiplicam-se as secas, inundações e furacões, com sua seqüela de destruição e morte.

In wkipédia
1 comment

Uma verdade inconveniente

Vejam todos o documentário Uma verdade inconveniente de Al Gore. Ficarão sem palavras. Eu fiquei.
No comment yet

Toranja-Casino de Lisboa, 13 de Novembro de 2006, 22h30
Muito sumo o da Toranja madura
Os Toranja deram um grande concerto no Casino de Lisboa para largas centenas de fans e de curiosos. Notas:
1-o espaço futurista e cheio de luzes é um espectaculo visual que ajudou os Toranja;
2-versões bem feitas de canções de Abrunhosa, Da Weasel e Variações;
3-participação especial de Camané, sendo que Camané é mesmo especial;
4-grande evolução nos Toranja, a cantar e a tocar há ali trabalho e talento;
5-os Toranja têm muitos fans que cantaram a plenos pulmões canções como Carta e Quebrámos os dois e ainda o refrão de Só eu sei ver o sol nascer.
Muito bom
No comment yet
I Miss You - Blink 182 - My Vid
No comment yet
1- Se os amantes soubessem o fim das suas histórias não escreviam cartas de amor

2-Tu és uma gaveta, é s a gaveta no quarto onde te guardo.
Eu sou o arrependimento, a mágoa, a garganta com espinhos, tu és uma gaveta.
Eu sou mil presentes, mil e uma memórias de boas acções. Tu és uma gaveta.
Tudo o que me deste cabe numa gaveta e não me deixou esquecer.
Tudo o que te dei assalta-te os sentidos e ainda assim não te lembras.O amor dura enquanto a memória arde.

3-Escrevo sozinho abandonado pela fé na humana raça mas, se perguntarem se estou sozinho direi não.Estou acompanhado. Tenho demónios interiores e lembranças exteriores.Demonios que, com foices me picam para chorar ou escrever e lembranças que beijam o sorriso até o matarem.Já fui feliz.Essa certeza eleva-me acima de muitos mortais.

4-Não voltarei a honrar-te comigo. Partiste e a estação e cais que em mim haviam para ti partiram contigo.Se um dia voltares não poderei mais receber-te.

5-Depois de ti passaram por mim muitos relógios, uns de corda que me enforcaram outros de pulso onde senti te-lo para sobreviver.

6-Escreveste uma peça e montaste um teatro. Se tu acreditavas, como podia eu desconfiar da farsa?Agoar que deixaste o pano cair em mim lembrei-me de ser mau actor e voltar a ser humano.

7-Agora chegas tu, nova quimera, e farás cada minuto ancorado em ti valer o resto do tempo em tempestades.


8-Adeus, sarei da ferida de nenhum dos teus amo-te ser dobrado a verdade, adeus.

Francisco Reis
No comment yet
Gato Fedorento & Paulo Bento
No comment yet

Platão contava que muito tempo antes dele próprio existir os seres humanos tinham 2 cabeças, 2 braços e 2 pernas. Com inveja os deuses partiram os humanos em 2. A partir desse dia o destino dos humanos é encontrar a sua metade.


Quero viver
em ti Platão
com uma filha de Vénus
sair da caverna
esquecendo a vida
e procurar
a metade roubada
pela inveja dos deuses
quero
ser um monstro
com duas cabeças

Francisco Reis
No comment yet

A maior parte
das pessoas
abre a boca para
dizer o seu mundo
eu abro
para deixar entrar
o mundo dos outros


Francisco Reis
No comment yet
Cinema-Manual de amor

Arranca alguns sorriso ternos mas é uma formula comercial de fazer um folhetim romantico para aqueles que estão apaixonados ou se querem apaixonar. "Amor acontece" versão italiana...
No comment yet
Cinema-Os filhos do Homem

Cuarón, realizador mexicano ficou conhecido por "E a tua mãe também", road movie com muita qualidade e fez ainda uma perninha nos Blockbusters ao realizar um dos Harry Potter.
Regressa agora para um exercicio de Ficção Cientifica onde coloca um homem deprimido no centro de um mundo em que as mulheres se tornaram inférteis. Até ao dia em que lhe aparece a missão de proteger uma jovem que aparece grávida.
Filme com akguns clichés como o heroi morrer pouco depois de cumprir a sua missão.
Ainda assim arrisca-se a tornar-se num filme de culto.
No comment yet
Cinema-O Ilusionista

Pouco publicitado este filme de época é uma agradável surpresa. Tem um bom elenco liderado por dois suberbos actores: Ed Norton e Paul Giamanti ( o melhor actor da actualidade? sim!). Tem uma história policial bastante razoável. Tem truques de ilusionismo de agradável efeito. Este filme é bom porque é divertido ve-lo.
Não é um filme intelectual e, daí não ter agradado aos críticos mas tem valor para divertir que lembre-se foi a primeira função do cinema.

PS: e tem uma Jessica Biel...mágica....

Marie Antoinette

No comment yet


Ao terceiro filme Sofia Coppola confirma-se como um talento do cinema actual e desprende-se de vez da sombra monstruosa do pai, Francis Ford Coppola.
Em Marie Antoinette temos a biografia da jovem que, aos 14 anos é sacrificada e parte para França para se tornar a futura Rainha, mas este filme não é um simples filme de história. Este filme como já ficou marcado em Lost in Translation é o filme sobre alienação, alienação de uma jovem a quem roubaram o lar para dar em troca um marido desinteressado por si (só consumou o casamento sete anos depois) e uma coroa em decadencia ( pouco depois deu-se a Revoulução).
O filme é dividido em 4 partes:
1-Marie na Austría natal e na chegada a território de França
2-Marie a chegar e deslumbrar-se com Versailles
3-Marie inspirada em Rousseau a viver com a natureza e com menos luxo
4-Marie no fim, despedindo-se de Versailles pouco depois de regressar. quatro anos depois seria morta.
O filme conta uma história que todos conhecemos mas afasta-se do Canal História, se dúvidas houvessem Sofia atirou-as para um canto mostrando numa cena um par de all-stars entre os sapatos da Rainha.
O anacronismo é também evidente pela banda sonora em tons indie que inclui nomes como os New Order e os filhos The Strokes.
Em suma um bom filme a ver, com a marca que Sofia já tem. Sofia mostra o humano visto de dentro.

SPARK

2 comments
A banda da qual tenho a honra de ser amigo e manager está em estudio a gravar a sua maquete que ao ser enviada para as editoras será o teste que nos continuará a fazer sonhar.
Queremos viver da música e acreditamos com humildade ser possivel. Não buscamos a fama, buscamos a oportunidade de ser ouvidos e acalentamos a esperança de sermos seguidos não por fans doidos mas por pessoas que se revejam nas nossas letras.
Como amigo devo expressar o meu orgulho nestes rapazes que gravam a maquete até de madrugada, não dormindo mais que uma hora antes dos seus empregos, expresso o meu orgulho também pela maquete ser paga com o ordenado de cada um.
Mas o que interessa que tudo está a correr bem pois não temos medo de trabalhar no duro e temos um produtor dedicado.
Em breve iremos ouvir falar desta nova banda.

Make your hearts sound louder
No comment yet
David Fonseca - Our Hearts Will Beat As One (Higher Quality)

AJUDA

1 comment

A TV portuguesa está em crise, por isso o Há normal? vem por este meio fazer um peditório!
O canal 2: emite todos os dias um programa de culto ( para quando o dvd?) onde a estupidez de todos nós se torna pequena-As pistas da blue. Até aqui tudo bem ( não tenho filhos por isso não me interessa que haja a série) mas o drama é o apresentador-Duarte.
Duarte é um comunicador nato e cumpre o seu papel de tal modo que me levas ás lagrimas mas , horror dos horrores, Duarte só tem uma camisola. Duarte usa todos os dias o mesmo polo e eu venho aqui pedir uma colecta para ofercer ao Duarte um guarda-roupa novo!

Qualquer donativo na conta #&%&#"!&()=

Obrigado

Vai um poema?

No comment yet

Amar-te é vir de longe,
descer o rio verde atrás de ti,
abrir os braços longos desde os sete
anos sobre a latada ao pé do largo,
guardar o cheiro a figos vistos lá,
a olho nú,
ao pé,
ao pé de ti,
parar a beber água numa fonte,
um acaso perdido no caminho
onde os vimes me roçam a memória
e te anunciam mãos e te perfazem;
como se o sino à hora de tocar
já fosse o tempo todo badalado,
e a tua boca se abrisse atrás do tojo,
e abaixo dos calções as pernas nuas
se rasgassem só para o pequeno sangue,
tal o pequeno preço que me pedes.
Atrás da curva estavas, és, serias,
nos muros de granito,
nas amoras.
Amar-te era lembrança e profecias,
uma porta já feita para abrir,
e encontrar o lar ou música
lavada onde, se nasces, vives, duras,
moras- meu nome exacto e pão
no chão das alegrias.

Pedro Tamen

Calvin cresceu lol

No comment yet